3L Imóveis

O investimento em imóveis é um dos mais seguros e, recentemente, estudos da Brain, empresa de pesquisa e consultoria com destaque no Mercado Imobiliário, apontaram que os investimentos em imóveis aumentaram em 2020 em relação ao ano anterior. 

De acordo com a pesquisa, a compra de lançamentos teve 28,5% de investidores – uma alta de 11%. Além disso, o estudo também detectou uma curiosidade interessante: 58% dos investidores em imóveis preferem adquirir imóveis residenciais.

Isso se deve a vários fatores, como valorização imobiliária, diminuição histórica da Taxa Selic e facilidade no acesso ao crédito. Tais eventos facilitaram a compra de imóveis e, por isso, investir em imóveis residenciais pode ser o que faltava para você aumentar seu patrimônio, preservar sua reserva financeira e lucrar no longo prazo.

Se você quer saber mais sobre esse estudo e entender os imóveis que saem na frente na preferência dos investidores, reunimos nesse texto todas as informações principais. Continue lendo!

Leia também: Cresce tendência de sustentabilidade no mercado imobiliário

O perfil dos investidores em imóveis

O estudo foi detalhado e fragmentou o perfil dos investidores em imóveis em diversos segmentos. A renda mensal foi um deles e, de acordo com a Brain, dos investidores com renda de até R$ 10 mil, 8% já tinham imóveis para investimento; de R$ 10 mil a R$ 20 mil, 16% já investiram; acima de R$ 20 mil, o número cresceu para 38%.

Em todas as regiões brasileiras a preferência é por imóvel residencial: 58% preferem aplicar seu dinheiro nesse tipo de propriedade. 

Mesmo assim, os imóveis comerciais também são alvo de procura, uma vez que, quanto mais diversificada a carteira imobiliária de um investidor, melhor para atingir diversos perfis de consumidores. 

O tipo de imóvel para investimento mais desejado

Ainda no estudo da Brain, 33% afirmaram que o tipo de imóvel mais desejado é o apartamento com dois quartos. Em seguida estão os studios, apartamentos compactos e modernos. Eles correspondem à preferência de 25% dos entrevistados. Depois, 22% investem em apartamentos de um quarto e de três ou mais dormitórios (20%). 

Os imóveis novos ou na planta são preferência para 64% dos investidores. O objetivo da maioria é gerar renda com a locação (54%). Em segundo lugar, 32% querem garantir reserva de valor patrimonial e 14% pretendem gerar valorização imobiliária para revenda futura.

Como já dissemos, a preferência por investimento em imóvel residencial é uma realidade. A pesquisa da Brain revelou que o tipo de imóvel desejado pela maioria dos investidores não é o imóvel comercial – somente 18% afirmaram focar nesse tipo de investimento.

Ainda assim, 24% dos entrevistados investem nos dois tipos de imóveis. Para investidores com cinco ou mais imóveis na carteira, 37% se interessam exclusivamente por imóveis residenciais.

Descubra os tipos de imóveis mais procurados durante a pandemia

De acordo com o portal Imovelweb, houve um crescimento da busca por imóveis com varanda, quintal e espaço para escritório. Comparando maio de 2020 com o mesmo período em 2019, por exemplo, houve um aumento de 128% na demanda por imóveis com varanda. Já em relação a imóveis com quintal, o crescimento de buscas por esse modelo entre maio de 2019 e maio de 2020,  foi de 96%. 

Esse aumento de demanda está ligado à busca por mais qualidade de vida, uma vez que o isolamento social exige a necessidade por mais espaço e de contato com áreas externas ao imóvel. 

Isso porque, por passarem mais tempo em casa, as pessoas passaram a valorizar muito mais seus lares. Veja abaixo as características de imóveis residenciais mais exigidos pelos consumidores.

Imóveis maiores e com ambientes integrados

Antes a tendência no mercado eram imóveis cada vez menores e compactos. Com a pandemia, isso mudou: o trabalho home office e a decisão de muitas empresas de manter esse modelo de trabalho após a pandemia fizeram com que muitas pessoas fossem em busca de casas ou apartamentos maiores, com ambientes mais espaçosos e flexíveis, onde possam exercer diferentes atividades de acordo com suas rotinas. 

Além disso, por passarem mais tempo em casa, as pessoas agora precisam de ambientes que tragam a sensação de conforto e possibilitem momentos de lazer.  

Espaços para home office

Nossos lares se tornaram lugares de permanência: uma tendência irreversível que provoca a necessidade de espaços maiores e mais privativos para que o trabalho remoto seja realizado sem interrupções. 

Assim, a inclusão de ambientes de home office será cada vez mais necessária. Por isso, empreendimentos com espaço de coworking e wifi e casas e apartamentos com um cômodo extra figuram como preferências nesse momento.

Espaços de lazer

Outra mudança é em relação às áreas comuns ou espaços ao ar livre. Ao passar mais tempo em casa, estes espaços são cada vez mais valorizados, pois se tornaram os locais mais seguros e de mais fácil acesso para momentos de lazer e diversão. 

Agora, pensar a casa a partir das atividades de cada morador, mais do que nunca, será um ponto a ser reavaliado no momento de escolher um imóvel. 

Imóveis mais afastados dos grandes centros

Casas e apartamentos com espaços ao ar livre e mais distantes dos centros urbanos também são uma necessidade, principalmente para o lazer de famílias com crianças e pets. 

Aqui em Três Lagoas, muitas pessoas buscam imóveis afastados dos grandes centros como uma alternativa de lazer para os finais de semana. Por exemplo, ranchos, chácaras e sítios são os tipos de imóveis mais buscados, de acordo com a nossa experiência com clientes. 

Algumas famílias ainda procuram condomínios que ficam afastados da região central, mas em uma região que possua uma boa infraestrutura para agregar praticidade ao dia a dia. 

Três Lagoas é uma das melhores cidades para investir em imóveis

Recentemente, uma pesquisa comprovou que Três Lagoas é uma das melhores cidades para investir em imóveis no Brasil

O estudo que elege Três Lagoas como uma das melhores cidades para investir em imóveis no Brasil é de uma pesquisa feita pela Urban Systems para a revista Exame. Nessa pesquisa, o recorte do mercado imobiliário foi planejado com o objetivo de eleger as melhores cidades para investir no setor da construção. 

Que tal você começar a seguir os investidores em imóveis e adquirir uma propriedade para preservar seu patrimônio e gerar renda? Para isso, conte conosco e garanta uma compra vantajosa em uma cidade que só cresce. 

Leia também: Como declarar imóvel no imposto de renda?